Guia de Buenos Aires - Parte II


Seguindo com o nosso Guia, vou falar sobre os passeios que fizemos. Passamos 5 dias lá, deu pra conhecer bem a cidade, mas algumas lugares não chegamos a visitar, por isso só estou falando sobre o que eu conheci, ok?







Começando pelo clássico, a Praça de Mayo (Plaza de Mayo, em espanhol). Lá fica a famosa Casa Rosada, além de várias atrações históricas, como a Catedral de Buenos Aires, o Cabildo, o Banco Nación, etc. A praça é bem grande e muito bonita, lá sempre tem alguns protestos, chegamos a ver um inclusive. Logo no chão do centro da praça tem o símbolo das Madres de Plaza de Mayo pintado, pra quem não sabe é uma Associação feita pelas mães que tiveram seus filhos mortos ou desaparecidos na época da ditadura.



A Casa Rosada é a sede da Presidência da República Argentina. Ela é super famosa, e possui essa cor rosada porque as tintas mais baratas na época da construção eram feitas a base de sangue de vaca.







Outra praça muito famosa de Buenos Aires é a Praça San Martin. Ela é super agradável e calma, apesar de estar em pleno centro de Buenos Aires. Os moradores marcam presença lá, e apesar de tudo é sempre limpa e bonita. Ela fica no final da Florida, e é perto da Estação de Trem Retiro (que eu tanto falei na primeira parte do guia, rs) e da Torre dos Ingleses, uma réplica do Big Ben feita por ingleses na época da Guerra das Malvinas.





El Ateneo é uma livraria de grande atração turística. Era um teatro, virou cinema e agora é uma livraria incrível, com 5 andares, cheia dos mais diversos livros. O andar de baixo possui uma escada rolante e lá tem CDs e DVDs de artistas de todo o mundo.







O Café Tortoni é um dos mais antigos e tradicionais de Buenos Aires, era ponto de encontro de vários intelectuais por isso o lugar transpira história. É o mais visitado entre os turistas, dá pra perceber o tamanho da fila para entrar, haha. Lá também tem shows de tango, mas não chegamos a ver algum. É muito bonito, vale a pena visitar.





O Hard Rock Café de Buenos Aires é muito divertido. Ele fica no terraço do Buenos Aires Design, no bairro Recoleta. Tudo bem que não vi nenhum outro, mas ele é bem legal apesar de parecer pequeno. Você pode comer lá, mas a gente só entrou para visitar, tem várias coisas dos Beatles, roupas de várias bandas, é muito interessante. Tem também os produtos com a logo do Hard Rock Cafe, mas são caros e não tão bonitos.





Seguindo pela Recoleta, um dos pontos turísticos mais visitados é o Cemitério da Recoleta, onde está enterrada toda a família Duarte, assim como Evita. Eu não gosto de cemitérios, mas esse é bem bonito, possui esculturas medievais muito interessantes. Só achei que o túmulo da Evita poderia ser mais glorioso, sei lá, achei muito simples para quem ela foi. Ah, essa pracinha da última foto é muito linda, eu adorei.





A Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires é um prédio lindo e enorme. Essa passarela em que estamos é cheia de pinturas feitas pelos próprios estudantes, algumas bem bonitas, outras em formas de protestos. Nessa última foto dá pra ver a vista incrível dessa passarela.



Na última foto acima eu coloquei uma setinha apontando para uma flor. Essa flor é chamada de Floralis Generica, é super famosa em Buenos Aires. Ela fecha e abre de acordo com o clima e o período do dia, mas infelizmente quando fomos estava fechada para visitantes, pois estava chovendo muito e era perigoso por conta da carga elétrica. Mas vale a visita, ela fica bem ao lado da Faculdade de Direito.



Perto da Faculdade de Direito fica localizado o Museu Nacional de Belas Artes, o mais importante da Argentina, possui obras de vários artistas argentinos e internacionais muito famosos.



Em outra parte da Recoleta, fica o Hotel Alvear, luxuosíssimo, é incrível. Dentro do próprio hotel tem várias boutiques bem caras, a decoração é incrível, tudo muito chique. Vale a pena babar um pouco, haha. Ele fica localizado na parte mais cara da Recoleta, o destino de compras mais finas, com várias grifes, como Louis Vitton, Ralph Lauren, Versace, Armani, etc. A paisagem é incrível, bem européia, é muito bonito.

Também fica perto do Pátio Bullrich, um dos shoppings mais sofisticados de Buenos Aires, que também é cheio de grifes nacionais e internacionais. Não chegamos a visitá-lo, tudo é realmente caro, mas fica a dica aqui.



O Teatro Colón é o mais famoso e importante de Buenos Aires, a arquitetura é muito linda, e o teatro é cheio de espetáculos balé. Queria ter assistido algum espetáculo, mas só o conhecemos pelo lado de fora mesmo. Ele fica na Calle Cerrito, bem no Centro de Buenos Aires.







O Caminito é um conjunto de casas coloridas que fica localizado no bairro La Boca. É muito engraçadinho o local, cheio de pessoas dançando tango nas ruas, artistas expondo suas obras de artes, feirinhas com artesanais, gente que faz caricaturas, etc. É super lotado de turistas, mas é muito bonitinho o local. Agora, La Boca foi o bairro que eu menos gostei, talvez seja o mais humilde, então é meio esquisito, as ruas não são muito limpas, por isso não gostei muito. Lembrando que lá fica o famoso estádio La Bombonera.







Um dos bairros que eu mais gostei foi Palermo. Na verdade ele agora é dividido em Palermo Soho, Viejo, Chico e mais um monte que eu nunca decorei e aprendi, por isso não sei o que tem em cada um. Mas um deles é repleto de bosques, é tudo bem arborizado, super lindo. Lá fica o Jardim Japonês, o Rosedal, o Jardim Botânico e muito mais, mas acabamos indo somente ao Zoológico de lá, que é INCRÍVEL. Eu achei super legal, cheio de animais diferentes, tem elefante, girafa, zebra, leão, hipopótamo, um monte de animais! O melhor do parque é uma família de macacos daquela espécie com o bumbum rosa (eu não sei o nome, kkk) é muito legal, eles parecem seres humanos, a gente ficava um tempão só olhando pra eles. Eu adorei esse passeio, é muito divertido, você ainda pode comprar uns potinhos com comidas para alimentar alguns animais.



Já Puerto Madero é o bairro mais novo de Buenos Aires, era o antigo porto da cidade. É cheio de restaurantes, boates, museus, prédios modernos, enfim, é um bairro muito bonito, vale a pena conhecer. Infelizmente fomos no último dia de viagem, foi muito rápido, não deu pra conhecer muito bem, mas é um lugar bem bonito.





É em Puerto Madero que fica a famosa Puente de la Mujer, que dizem que representa um casal dançando tango. A vista dela é incrível, a ponte é belíssima, e de lá dá pra ver o famoso Hotel Hilton, da queridinha Paris Hilton, haha.





Em uma viagem a Argentina, é obrigatório você assistir um espetáculo de tango, não acham? Há diversas opções de casas de shows, mas acabamos indo ao Señor Tango, já que meu pai foi diversas vezes lá e tinha adorado. Você pode escolher alguma agência de turismo por lá que ofereçam pacotes. No nosso caso, encontramos uma na Florida que possui um ônibus que buscava os turistas em seus hotéis e os levava até a casa de show. Lá você pode jantar, mas não é preciso. Meu pai disse que o jantar não era muito bom, e por ser caro não valia a pena, então assistimos apenas ao espetáculo. Preciso dizer que o show foi incrível! Perfeito, realmente lindo. Recomendo demais!


2 comentários:

Nathalia Ferreira disse...

Que cidade linda, adorei!
Super interessante seu post, não sabia o porque que a Casa Rosada tinha essa cor, por exemplo.
Adoreeeeeeei!
Beijos!

http://is2fashion.blogspot.com

Arisa . disse...

Gosto muito do teu blog , sigo ele , segue o meu também http://dicasdaconsumista.blogspot.com/

Postar um comentário